AAPPE trabalha a estimulação precoce de usuários com Síndrome Down

 

Há 31 anos dedicando-se ao desenvolvimento de pessoas com deficiência em Alagoas, a Associação de Amigos e Pais de Pessoas Especiais - AAPPE atende atualmente mais de 70 usuários com Síndrome de Down em suas unidades. Somente no Centro Especializado em Reabilitação II - CER II, de Santana do Ipanema, são atendidos 38 pacientes a partir dos primeiros dias de vida.

De acordo com a coordenadora da unidade, Dênia  Lopes, por meio da equipe multidisciplinar, são aplicados tratamentos neurossensoriais para estimulação da concentração, equilíbrio, coordenação motora, desenvolvimento da linguagem e da expressão corporal. "Além da estimulação neurosenssorial temos pacientes com Sindrome de Down que necessitam da reabilitação auditiva e nós também damos suporte", detalhou a coordenadora.

O Cer II de Santana do Ipanema atendente em média 400 usuários com múltiplas deficiências de 12 municípios do Sertão alagoano.  A  síndrome de Down é uma alteração genética caracterizada pela presença de um cromossomo extra nas células de um indivíduo. No Brasil, há cerca de 270 mil pessoas com Síndrome de Down. Estudos comprovam que entre os fatores que aumentam as chances da incidência da síndrome está a gravidez acima dos 35 anos de idade.  

Projeto UIPI 

No Centro Especializado em Reabilitação III, unidade Jatiúca em Maceió, o Projeto de Intervenção Unificada na Primeira Infância - IUPI, atende 25 crianças com idade de 0 a 6 anos que apresentem atraso no desenvolvimento e/ou dificuldades funcionais, dentre elas, usuários com Síndrome de Down. 

Tags: AAPPE,, deficiência, Santana, Síndrome de Down,, infância